Prefeitura decreta situação de emergência por 180 dias em Ribeirão Preto

Decreto prevê suspensão de eventos públicos e privados, bares, casas noturnas; serviços básicos são exceções

Foto: Reprodução Grupo Thathi

A Prefeitura de Ribeirão Preto decretou situação de emergência por 180 dias, determinando suspensão no funcionamento de estabelecimentos na cidade, para conter o Covid-19. O anúncio foi feito no final da manhã desta quinta-feira (19) durante uma coletiva de imprensa com o prefeito Duarte Nogueira (PSDB) e o secretário da Saúde, Sandro Scarpelini. 

Em Ribeirão Preto não há nenhum caso de coronavírus confirmado, 71 casos suspeitos aguardam o resultado e 13 casos foram descartados. 

Entre as medidas, está a suspensão de todos os eventos públicos e privados de qualquer natureza de 21 de março a 5 de abril. Estão suspensas também as atividades em cinemas, clubes, casas noturnas, bares, museus, centros culturais. Os shoppings também ficarão fechados nesse período, com possibilidade de prorrogação. Também está suspensa a concessão de licença-prêmio para servidores da saúde. 

Há exceção prevista para estabelecimentos médicos, farmacêuticos, psicólogos, laboratórios de análises clínicas, distribuidora de gás, entregas a domicílio, postos de combustíveis e supermercados estão entre os serviços que poderão ser oferecidos. 

Restaurantes, lanchonetes e serviços de alimentação podem funcionar, mas com metade da lotação permitida. Já os velórios terão limite de 10 pessoas por sala e só podem abrir das 7h às 19h.