Oposição “sai da moita” e lança manifesto contra governo Duarte Nogueira

A oposição do governo Duarte Nogueira anunciou que terá candidato nas próximas eleições

Foto: Désirée Teixeira

Em uma coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (8), a oposição do governo Duarte Nogueira (PSDB) partiu para o ataque e anunciou que terá candidato nas próximas eleições. O grupo reúne políticos de uma série de legendas, mas ainda não escolheu os futuros candidatos. O juiz aposentado João Gandini e o vice-prefeito Carlos Cezar Barbosa, além da ex-secretária de Cultura de Ribeirão, Dulce Neves, estão entre os prefeituráveis.

“Reunimos pessoas que têm um ideal político para a cidade, não um projeto de poder pessoal. Iremos ter candidato a prefeito, a vice e uma chapa de vereadores”, disse Barbosa.

Durante o evento, que poderia soar ao observador mais atento como propaganda eleitoral antecipada – houve até a exibição de um vídeo onde foram mostradas promessas de campanha não cumpridas pelo atual prefeito – as críticas a Nogueira deram o tom.

Numa das mais incisivas, Carlos Cezar Barbosa, por exemplo, informou que o prefeito tem “dificuldades de ouvir qualquer um que não seja ele mesmo” e que possui “um ego tão grande que, quando morrer e for enterrado, terá que ter dois caixões, um pro corpo e outro pro ego”.

Gandini também ressaltou que o movimento está aberto para receber novos integrantes. “Somos a favor do diálogo, e buscamos todos os que querem dialogar para integrar esse processo. Estamos discutindo e iremos viabilizar candidatos, seja ao Executivo quanto para a Câmara”, disse.

Vice-prefeito Carlos Cezar Barbosa durante a coletiva de imprensa – Foto: Eduardo Schiavoni

Presentes

Também estiveram presentes no lançamento do movimento, chamado “Todos por Ribeirão”, o ex-vereador André Luiz, o advogado Edson Oliveira, o publicitário Fábio Soares, o servidor público Wulf Gaçkowicz e Paulo Garde, ex-diretor do Procon. Fabíola Medeiros, empresária, integra o grupo, mas não esteve no local.

“São pessoas disposta a ajudar Ribeirão, com um vasto currículo de serviços prestados e que podem mudar a forma de administrar a cidade. Fizemos um movimento suprapartidário”, disse Wulf.

Ausências

Questionado a respeito da ausência de outros integrantes da oposição, especificamente Linconl Fernandes (PDT) e Ricardo Silva (PSB), o vice-prefeito informou que manteve tratativas e que o Todos Por Ribeirão não fechados à presença de nenhum deles.

“Com o Linconl chegamos a ter algumas tratativas, e estamos abertos ao diálogo com o Ricardo. Desde que entrem e se integrem aos nosso ideias, todos são bem vindos”, disse.

Outro Lado

Procurada, a prefeitura de Ribeirão decidiu não rebater as acusações. Em nota, informou apenas que a “campanha eleitoral é em 2020”. “Neste momento a administração municipal prioriza manter o ritmo de trabalho e realizar os compromissos assumidos junto à população”, declarou.

Linconl Fernandes, por sua vez, concordou com Nogueira – ao menos nesse ponto. “Eu conversei com o grupo, mas acho que é cedo para antecipar qualquer cenário eleitoral. Eu tenho cargo eletivo, tenho que priorizar meu mandato nesse momento. Acho válido o movimento, porque mostra a insatisfação com um governo que não deu certo, mas antecipar um cenário de disputa eleitoral acho muito cedo”.