Moradores reclamam de demora na entrega de creche no Cristo Redentor

O prazo para a entrega era setembro deste ano; Pelo menos mil vagas estarão disponíveis assim que a creche for inaugurada

Foto: Redes Sociais

Moradores do Jardim Cristo Redentor estão revoltados com a demora para a abertura da creche construída no bairro, que foi inaugurado há cerca de um ano e conta com mais de 30 mil habitantes.

O prédio foi entregue pronto e equipado pela construtora que fez o projeto, mas até agora a prefeitura não contratou os profissionais necessários para que a escola possa funcionar. A escola tem capacidade para atender 436 alunos de 0 a 3 anos e 600 de 4 a 5.

Muitos pais estão deixando os filhos pequenos aos cuidados de parentes ou precisam acordar muito cedo para pegar ônibus e deixar as crianças na creche do bairro mais próximo.

Neia, que é mãe de duas crianças, conta que saiu do serviço porque não tinha com quem deixar a filha de dois anos e a mais velha estuda em escola no bairro Orestes Lopes de Camargo, além da filha, ela leva outras crianças do bairro. “As mães ficam me procurando para levar os filhos, meu carro já está cheio e a prefeitura não disponibiliza ônibus”, disse.

Em participação no programa Hora da Verdade, o professor Ramon Faustino diz que “são muitas famílias dependendo desse serviço público, as crianças estão ociosas esperando uma vaga na creche e tem o prédio que está pronto. Temos essa situação absurda das mães se deslocando para outros bairros, crianças do fundamental pegando até dois ônibus para conseguir acessar esse direito que é estudar, que é o mais básico de todos”.

Em nota, a Secretaria da Educação informa que o funcionamento da unidade escolar CEI e EMEI do bairro está previsto para ocorrer no ano letivo 2020.

Segundo os moradores, durante uma reunião nesta semana com o secretário, Felipe Elias Miguel, ele admitiu dificuldades para implantar a terceirização das novas escolas que deveriam ser administradas por organizações sociais.

No dia 9 de agosto, a prefeitura chegou a publicar no Diário Oficial do município um chamamento para o credenciamento das OSs que seriam responsáveis pela administração de sete novas escolas infantis municipais. Entre elas, a do Cristo Redentor que, segundo a prefeitura, já estaria em atividade a partir de outubro junto com as unidades dos bairros Heitor Rigon e Paulo Gomes Romeo.

Nenhuma postagem para exibir