Governo de SP refuga e segunda unidade do Bom Prato fica sem prazo para iniciar atividades

Promessa de campanha de Nogueira, unidade havia sido anunciada por Doria para o segundo semestre; culpa é da pandemia, diz secretária estadual

Unidade do Bom Prato - Foto: Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social

A saga da instalação da segunda unidade do Bom Prato em Ribeirão Preto ganhou mais um capítulo. Promessa de campanha do prefeito Duarte Nogueira (PSDB) e anunciado oficialmente pelo governo do Estado em 2018, a construção não deve ocorrer nos próximos meses. A informação é da secretária estadual de Desenvolvimento Social, Célia Parnes.

A nova unidade, segundo o governo estadual, deve servir diariamente 300 cafés da manhã e 1,4 mil almoços. Não há, entretanto, previsão sequer para a construção do local.

“Adoraria já ter essa notícia, mas a pandemia nos pegou a todos com prioridade de atendimento social na frente dos de infra-estrutura (…) nesse sentido, foi a nossa prioridade. Vou ficar devendo as notícias do próximo Bom Prato”, disse a secretária, em entrevista exclusiva ao radialista Linconl Fernandes, no programa Thathi Repórter, do Grupo Thathi de Comunicação.

Vale lembrar que Ribeirão já conta com um Bom Prato, que serve diariamente 300 cafés da manhã e 1.750 almoços. O restaurante funciona desde 2005 na rua Saldanha Marinho, 765, no Centro da cidade.

Confira a fala da secretária:

Promessa

Promessa de campanha de Nogueira, o Bom Prato começou a ser negociado com o governo estadual em 2017. A prefeitura chegou a indicar que o restaurante funcionaria no câmpus da Universidade de São Paulo e chegou a indicar o local, que acabou sendo modificado em duas oportunidades.

Em 2019, o governo estadual chegou a anunciar que o restaurante começaria a operar no primeiro semestre de 2020, o que não ocorreu. Até o momento, nem o local onde será construída a unidade foi definido.

Outro lado

Procurada, a Prefeitura de Ribeirão informou, em nota, que “o projeto executivo para construção da segunda unidade do Bom Prato em Ribeirão Preto foi concluído e está sob análise da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social”.

“Após a aprovação, será encaminhado para processo licitatório. A Coordenadoria ressalta que a Prefeitura adquiriu mais dois lotes anexos ao local de instalação do edifício com o objetivo de ampliar o espaço de atendimento e criar um estacionamento para vans e ambulâncias. A construção contempla, ainda, a urbanização de duas praças nas redondezas”.

A prefeitura, entretanto, não deu datas para que a obra fosse iniciada nem informou, embora questionada, se foi avisada, pela Secretaria estadual, sobre a não execução da iniciativa no momento.

Nenhuma postagem para exibir