Força-Tarefa reúne Ministério Público, Polícia Militar e GCM contra furtos de fios de cobre no Daerp

A ação criminosa tem gerado prejuízos ao Daerp e transtornos à população, que fica sem água nas residências e comércios

Foto: Rede social

Uma força-tarefa composta pelo Ministério Público, Polícia Militar, Guarda Civil Metropolitana e representantes da autarquia, da Fiscalização Geral, Procon e CPFL Paulista, busca, nesta terça-feira (27), suspeitos de receptação de fios de cobre furtados do Daerp, em Ribeirão Preto. 

A ação criminosa tem gerado prejuízos ao Daerp e transtornos à população, que fica sem água nas residências e comércios. No último sábado (24), por exemplo, ao menos quatro bairros no município tinham alerta para falta d’água devido o furto da fiação em um poço na zona Norte da cidade. 

O promotor de Justiça Ramon Lopes Neto, em entrevista ao programa Thathi Repórter, afirmou que a ação está cobrindo nove pontos de averiguação. “São nove pontos de averiguação, todos com equipes da GCM, da PM e com apoio da CPFL, Procon, Fiscalização Geral e do próprio Daerp”, afirmou. 

Sobre a realização de outras ações deste nível na cidade, o promotor informou que o Ministério Público atua na defesa dos direitos sociais e todos que demandem uma ação específica, seja ambiental, ações criminais, ou educação terá intervenção da entidade. 

“O Ministério Público atua na defesa de diversos direitos sociais, e todos que demandem alguma atuação específica, são objetos de atenção por parte do Ministério Público, seja na questão ambiental, em ações criminais, na questão da educação, enfim, qualquer interesse social de grande relevância é objeto de trabalho para o Ministério Público”, concluiu Lopes Neto. 

A ação acontece neste momento, e o texto será atualizado conforme a divulgação de novas informações.

Nenhuma postagem para exibir