Duarte Nogueira prorroga quarentena em Ribeirão Preto por mais 10 dias

O uso de máscara passa a ser obrigatório na cidade sob pena de multa

Durante coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira (17), o prefeito Duarte Nogueira decidiu prorrogar o período da quarentena em Ribeirão Preto até dia 27 de abril. O isolamento social que, até hoje, conta com 26 dias, já havia sido estendido até o dia 22 deste mês, e vai continuar por mais dez dias.

Estiveram presentes na coletiva, o secretário da Saúde, Sandro Scarpelini, o secretário da Educação Felipe Miguel e o secretário-adjunto da Casa Civil, Antônio Daas Aboud. 

O novo decreto será publicado no Diário Oficial ainda nesta sexta e estipula o uso obrigatório de máscaras para pessoas que trabalham com atendimento ao público, o empregador deve fornecer o item sob sanção de multa variável de 1 a 10 UFESPs (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo), cada UFESP equivale a R$ 27, 61. O Prefeito Duarte Nogueira concedeu entrevista ao Grupo Thathi de Comunicação, veja a vídeo completo aqui

O secretário Antônio Daas Aboud afirma que o objetivo é desestimular que as pessoas andem sem a máscara. “A ideia é que a pessoa use a máscara sempre que sair de casa para entrar em algum estabelecimento. Obviamente nós não temos a capacidade de fiscalizar toda a cidade, mas as multas podem acontecer”, disse.

Uma cartilha online com orientações para a população será apresentada para ajudar com o um novo modelo de comportamento para quando houver a flexibilização das regras.

As medidas anunciadas permanecem com poucas alterações nos regimes de permissão e restrição de funcionamento de estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços vigentes no município. Em supermercados, o decreto altera de 5 para 10 m² a distância entre pessoas dentro do estabelecimento, assim como a distância de 2 m² para filas de espera.

O transporte coletivo esta limitado a 50% de lotação, os cartões de ônibus de idosos e estudantes continuam suspensos até 10 de maio, exceto casos de extrema necessidade. A aulas continuam suspensas até 10 de maio, com recomendação para que o prazo se estenda pela rede privada.

São Paulo

O governador João Doria decidiu no fim da manhã desta sexta-feira (17), que será prorrogada a quarentena no estado de São Paulo. O anúncio foi feito durante a coletiva de imprensa realizada no Palácio dos Bandeirantes, na zona Sul da capital.

Essa já é a segunda vez que a quarentena é prorrogada desde que teve início em 23 de março. Doria se reuniu com o comitê de contingência da crise para definir as medidas para o novo período de isolamento. O término estava previsto para o dia 22 de abril. Os detalhes do período serão divulgados ainda esta tarde.

A medida obriga o fechamento do comércio e mantém apenas os serviços essenciais, como nas áreas de Saúde e Segurança.