Associação Amigos dos Animais de Ribeirão Preto terá nova sede

Projeto que concede terreno público para construção da sede foi aprovada na Câmara Municipal, nesta quinta-feira (5)

Foto: Agência Brasil

A Câmara aprovou nesta quinta-feira (5) o Projeto de Lei que concede terreno para construção da nova sede da  Associação Amigos dos Animais de Ribeirão Preto (AAARP), no Conjunto Residencial e Comercial Palmares, no bairro Quintino Facci. A lei prevê a concessão de uma área com mais de 10 mil metros quadrados, por 30 anos. No local, será empreendida estrutura para capacitação e socorro de cães e gatos.

A concessão do imóvel é para que a associação possa continuar com o atendimento veterinário aos animais abandonados, em situação e rua, resgatados, vítimas de maus tratos ou que corram risco de vida. A estrutura comportará também ações como adoção e castração doa animais, contribuindo dessa forma, com controle populacional de cães e gatos em Ribeirão Preto.

“Ribeirão Preto dá um grande passo ao desenvolvimento, visto que uma nação, estado, ou cidade que cresce, deve cuidar de seus cães e gatos com o mesmo olhar concedido aos seus familiares. Assim é estabelecido em países de primeiro mundo e finalmente, o atual governo olha pela causa com atenção”, comemora, Rangel Scandiuzzi, membro da diretoria da AAARP.

Entusiasta da iniciativa, Scandiuzzi convoca voluntários que possam ajudar na construção da nova sede. “Vivemos de doações e os recursos são poucos e não temos condições de costear a construção da sede. Por isso, convocamos solidariamente, todas as pessoas que puderem contribuir, com dinheiro, material de construção para levantarmos esse sonho antigo em prol dos nossos cães e gatos”, disse.

História

A Associação dos Amigos dos Animais de Ribeirão preto nasceu em 2012, a partir da iniciativa de um grupo de voluntários engajados com a causa. Ao longo dos anos, vem desenvolvendo projetos voltados aos cuidados com os animais, no socorro e acolhimento de cães abandonados ou vítimas de maus tratos. Nos últimos dois anos, foram mais de 100 animais recolhidos, tratados, vacinados, vermifugados, castrados e entregues à adoção responsável, mediante assinatura de termo de responsabilidade.

Nenhuma postagem para exibir