Moradores da Comunidade Beira Rio denunciam atitude da PM

Segundo moradores, incêndio teria sido provocado por policiais militares

0
58

O Grupo Thathi de Comunicação recebeu a denúncia contra alguns PMs. Segundo moradores da Comunidade Beira Rio, que fica no Maria casa Grande, policiais entraram no local durante uma abordagem de um jovem em atitude suspeita e teriam ateado fogo nas motocicletas que estavam lá. As chamas se espalharamn rapidamente e atingiram um barraco. Da casa, que era improvisada com pedaços de telhas e madeira nada sobrou. Três pessoas conseguiram sair sem se ferir, entre elas, uma mulher portadora de necessidades especiais.

O corpo de bombeiros foi acionado e deixou o local em segurança. A denúncia foi encaminhada à Polícia Militar. Por telefone, o subcomandante do Batalhão da Polícia Militar de Ribeirão Preto, major Fábio Tasso, contou a versão dos policiais envolvidos na ocorrência. Segundo os PMs, eles faziam patrulhamento no bairro, quando se depararam com quatro jovens sentados em uma calçada. Ao perceberem a aproximação da viatura, um deles teria fugido e entrado na comunidade. Um dos policiais teria perseguido o fugitivo, enquanto o outro ficou na calçada. Após uma averiguação, como nada foi encontrado contra os jovens, eles foram liberados. Ainda na versão dos policiais, foi pedido um reforço de outros agentes. Enquanto continuavam as buscas ao rapaz fugitivo, os PMs viram uma fumaça saindo de um barraco e foram até o local. Ao verificar, que se tratava de um incêndio, eles acionaram os bombeiros e, com ajuda de alguns moradores tentaram impedir o avanço das chamas. Depois que o incêndio foi controlado, os policiais teriam saído da favela. Questionado sobre as motocicletas incendiadas, exibidas durante a reportagem, o Major Tasso disse que não teria recebido informações dos policiais sobre esse detalhe, e iria averiguar. Uma sindicância deve ser aberta para apurar o caso.

Reportagem: Désirée Teixeira

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui